Olá,

Já faz algum tempo que não posto nada. Andava sem inspiração. Na verdade eu não gosto de escrever. Mas, quando tenho uma inspiração, escrevo e não paro mais. Daí, fui responder a um comentário feito sobre um post e me dei conta de que tinha tido uma inspiração. Assim, se você leu a resposta ao comentário, desculpe, fazer você ler duas vezes a mesma coisa.

O assunto que quero desenvolver agora é sobre a nossa eterna dúvida sobre fé e sexualidade. Muita gente se pergunta: Porque, afinal, se Deus criou homem e mulher para se amarem e se complementarem, por que o homossexualismo?

Bem, em primeiro lugar temos que pensar que a nossa base religiosa é católica apostólica romana. E que a igreja nos impõe comportamentos, ditando os padrões morais. Mesmo as igrejas evangélicas o fazem, quando não permitem o uso de certos tipos de roupa pelas mulheres, militam pela virgindade, e propõem maneiras de se comportar, dentre outras.

Sendo assim, devemos considerar que, por toda a história do Cristianismo Apostólico Romano trabalha em cima da culpa. Pecado X morte.

A própria igreja católica impõe o voto pelo celibato. Não vou discutir a base teórica para o celibato, pois não me cabe aqui. Mas, a idéia que quero construir é a de que a igreja vê o sexo como algo sujo. Algumas igrejas evangélicas impõem que o sexo seja feito apenas para procriação.

Mas, não existe, em texto bíblico algum na Bíblia algo que defina que o sexo seja mau, ruim ou sujo. Deus explicita em Levíticos, algumas regras para que os homens não usassem as roupas das mulheres, para que não fizessem sexo durante o período menstrual, e outros. Mas, pense! Essas eram dicas de saúde. Naquela época homens e mulheres usavam os mesmos tipos de vestidos. Não haviam roupas íntmas, e mesmo, havia uma certa precariedade na higiene, pela falta de recursos. Assim, o corrimento da mulher, poderia contaminar o homem. O contato com sangue, durante uma relação sexual já poderia, desde aquela época colocá-los em contato com doenças transmitidas pelo sexo. Enfim….

Por outro lado o Novo Testamento fala que Jesus nasceu de Maria sem que ela mantivesse relação sexual com José. Por que Jesus era a personificação do divino, por isso não poderia haver o sexo entre ela e José. Ela serviu apenas de incubadora para o embrião divino. Acreditar nisso é uma questão de fé. Não há e nunca haverá uma maneira de comprovação científica sobre isso. Por isso, se chama fé.

Por isso não poderia haver sexo entre ela e José. Por essas e por outras interpretações, a igreja entende que o sexo seja algo sujo, feio e mau. É mau, quando o homem se vicia, porque é bom pra caramba. É mau, quando, por causa de sexo as pessoas cometem outros erros. É sujo, quando é feito com irresponsabilidade, ou por dinheiro, porque há a deturpação do que seria a consolidação do amor entre duas pessoas, pela troca entre prazer e dinheiro.

Por essas e outras, a gente tem a cultura do sexo sujo. Deus se interessa sim pela maneira como fazemos o sexo. Por que Ele capacitou homem e mulher para ter prazer sexual. Pesquisas comprovam que a vida sexual promove bem estar em muitas outras áreas da vida.

Agora, se deixar levar por detalhes que não tem pertinência é que Ele não vai. Deus é sábio e justo. O que vale foi sempre a fé. Todos os evangélhos falam a mesma coisa. É o que está dentro do coração. Isso importa. Por que, somos pecadores. Essa condição, por si só, já seria motivo de morte. Mas, Deus nos perdoou na Cruz, através da morte de Cristo e isso foi de GRAÇA. E só nos pede em troca, a fé. E a fé, move montanhas. A fé é capaz de transformar o ser humano.

Por isso, que digo que mais vale o que está no coração do homem, que a maneira como ele faz sexo. Porque não é só isso que importa. Temos 10 mandamentos que, quando transgredidos também são pecado e tantos outros comportamentos do dia a dia que não estão relacionados ao sexo e que são atos pecaminosos. E nem por isso, nos sentimos mal, culpados, e duvidando da bondade e salvação de Deus.

Esta parte, cabe somente a Deus. Elé é o juiz. Jesus, advogado de defesa. Nem juiz, nem advogado de defesa querem condenar o homem.

Assim, a igreja nos impõe que o sejo é sujo, e que se feito entre pares do mesmo sexo, devem deixar a igreja, porque ainda veem a homossexualiade como pecado, algo transgressor.

Mas o fato é que ela está aí. Existe e muitas pessoas boas são homossexuais. Muitas pessoas boas não são homossexuais. Muitas pessaos más são homossexuais. E muitas pessoas más não são homossexuais. Não é isso que importa….

Anúncios