Bem, essa foi a resposta que escrevi a mais um post do MVG. Achei muito interessante o que ele escreveu e resolvi reblogar. Assim, talvez a ordem das coisas ao reblogar fiquem meio inversas. Sugiro lero post dele primeiro e depois minha resposta, para facilitar a compreensão….

 

Esse foi o início da minha resposta: Na verdade, esse código de conduta a que você chama de heteronormatividade, precisa ser construído. Mesmo que vivamos num país dito sem preconceitos, é óbvio que isso não é verdade!
Assim, sempre houve os que viveram sua sexualidade sem se importar com os outros, mas também sempre houveram os irrustidos, tipo eu.
Penso que, com a liberação do casamento gay, a sociedade, ainda que à força, vai começar a ter que aceitar e conviver com os casais gays.
Isso vai provocar essa construção desse código de conduta. A bola está nos nossos pés. Somos nós que vamos construir isso.
Na verdade, a coisa já existe, pois você mesmo já pontuou alguns padrões de comportamento dos casais gays.
Engraçado, que uma vez conversando com um amigo hétero, sobre homossexualidade, eu falava sobre o mundo gay. Ele achou estranho e me perguntou que história era essa de mundo gay.
Eu tentei explicar e ele me disse que era preconceito meu. Talvez ele que esteja num grau muito avançado de não preconceito e aceitação. Na opinião dele, e eu sempre pensei que eu deveria ser assim, o fato de ser gay não deveria influenciar na minha maneira de viver a vida. Afinal, sou trabalhador. Não sou pago para produzir nada como gay, mas apenas para produzir resultados. Sou contribuinte. Não pago impostos como gay. Sou telespectador, mas não importa se sou gay ou não. Enfim, deveria ser assim. Mas, em geral, não é. Enfim, esse assunto ainda precisa ser muito discutido….
Valeu o post!
Um abraço.

Minha Vida Gay

O que todo mundo anda aprendendo é que ser gay nada mais é do que a atração sexual pelo mesmo sexo (homossexualidade). A homoafetividade pode caracterizar o gay, embora – no meu ponto de vista – entenda que heterossexuais podem também desenvolver afetividade por amigos homens e gays e mesmo assim serem héteros.

Mas no contexto em que vivemos existem padrões comportamentais para gays?

Esse post começa dedicado a uma constatação de meu namorado: “você reparou que pouquíssimos casais gays com outros casais gays saem juntos para almoçar, viajar, ir ao cinema, etc?”. Tenho que concordar e creio que, ao contrário dos hábitos dos heterossexuais, existem ainda muitas restrições no comportamento normativo entre gays, pelo menos em solo brasileiro. Quando existem festas de família, com os casais heterossexuais acontece normalmente dos homens se juntarem em um canto e das mulheres se juntarem em outro. Os assuntos desses dois universos…

Ver o post original 1.054 mais palavras

Anúncios