Eis a parte 5. Só tem mais uma! kkk

Minha Vida Gay

Entrevista realizada pelo leitor Caio

Caio: Como e quando você sentiu que não seria possível mais guardar em segredo sua orientação sexual de seus familiares? Como foi a revelação aos seus pais e irmão e depois (ou antes) aos demais parentes?

MVG: Tenho pouquíssimo contato com meus parentes, o que faz entender como “parente” meu próprio núcleo familiar (pai, mãe e irmão) e que assim nunca despertou o desejo ou a necessidade de expressar minha sexualidade para tios e primos. Tenho 36 anos e meu primo mais novo e mais próximo – para você ter uma ideia – tem mais de 45 anos, mora longe e nos vemos no máximo duas vezes ao ano.

Revelar para meu pai, minha mãe e meu irmão foi, digamos, engraçado!

Para minha mãe

Estava no meu segundo namoro e meu ex havia deixado um bilhetinho para mim. O tal papel se perdeu e achávamos…

Ver o post original 745 mais palavras

Anúncios