A fé e o sexo

6 Comentários

Olá,

Já faz algum tempo que não posto nada. Andava sem inspiração. Na verdade eu não gosto de escrever. Mas, quando tenho uma inspiração, escrevo e não paro mais. Daí, fui responder a um comentário feito sobre um post e me dei conta de que tinha tido uma inspiração. Assim, se você leu a resposta ao comentário, desculpe, fazer você ler duas vezes a mesma coisa.

O assunto que quero desenvolver agora é sobre a nossa eterna dúvida sobre fé e sexualidade. Muita gente se pergunta: Porque, afinal, se Deus criou homem e mulher para se amarem e se complementarem, por que o homossexualismo?

Bem, em primeiro lugar temos que pensar que a nossa base religiosa é católica apostólica romana. E que a igreja nos impõe comportamentos, ditando os padrões morais. Mesmo as igrejas evangélicas o fazem, quando não permitem o uso de certos tipos de roupa pelas mulheres, militam pela virgindade, e propõem maneiras de se comportar, dentre outras.

Sendo assim, devemos considerar que, por toda a história do Cristianismo Apostólico Romano trabalha em cima da culpa. Pecado X morte.

A própria igreja católica impõe o voto pelo celibato. Não vou discutir a base teórica para o celibato, pois não me cabe aqui. Mas, a idéia que quero construir é a de que a igreja vê o sexo como algo sujo. Algumas igrejas evangélicas impõem que o sexo seja feito apenas para procriação.

Mas, não existe, em texto bíblico algum na Bíblia algo que defina que o sexo seja mau, ruim ou sujo. Deus explicita em Levíticos, algumas regras para que os homens não usassem as roupas das mulheres, para que não fizessem sexo durante o período menstrual, e outros. Mas, pense! Essas eram dicas de saúde. Naquela época homens e mulheres usavam os mesmos tipos de vestidos. Não haviam roupas íntmas, e mesmo, havia uma certa precariedade na higiene, pela falta de recursos. Assim, o corrimento da mulher, poderia contaminar o homem. O contato com sangue, durante uma relação sexual já poderia, desde aquela época colocá-los em contato com doenças transmitidas pelo sexo. Enfim….

Por outro lado o Novo Testamento fala que Jesus nasceu de Maria sem que ela mantivesse relação sexual com José. Por que Jesus era a personificação do divino, por isso não poderia haver o sexo entre ela e José. Ela serviu apenas de incubadora para o embrião divino. Acreditar nisso é uma questão de fé. Não há e nunca haverá uma maneira de comprovação científica sobre isso. Por isso, se chama fé.

Por isso não poderia haver sexo entre ela e José. Por essas e por outras interpretações, a igreja entende que o sexo seja algo sujo, feio e mau. É mau, quando o homem se vicia, porque é bom pra caramba. É mau, quando, por causa de sexo as pessoas cometem outros erros. É sujo, quando é feito com irresponsabilidade, ou por dinheiro, porque há a deturpação do que seria a consolidação do amor entre duas pessoas, pela troca entre prazer e dinheiro.

Por essas e outras, a gente tem a cultura do sexo sujo. Deus se interessa sim pela maneira como fazemos o sexo. Por que Ele capacitou homem e mulher para ter prazer sexual. Pesquisas comprovam que a vida sexual promove bem estar em muitas outras áreas da vida.

Agora, se deixar levar por detalhes que não tem pertinência é que Ele não vai. Deus é sábio e justo. O que vale foi sempre a fé. Todos os evangélhos falam a mesma coisa. É o que está dentro do coração. Isso importa. Por que, somos pecadores. Essa condição, por si só, já seria motivo de morte. Mas, Deus nos perdoou na Cruz, através da morte de Cristo e isso foi de GRAÇA. E só nos pede em troca, a fé. E a fé, move montanhas. A fé é capaz de transformar o ser humano.

Por isso, que digo que mais vale o que está no coração do homem, que a maneira como ele faz sexo. Porque não é só isso que importa. Temos 10 mandamentos que, quando transgredidos também são pecado e tantos outros comportamentos do dia a dia que não estão relacionados ao sexo e que são atos pecaminosos. E nem por isso, nos sentimos mal, culpados, e duvidando da bondade e salvação de Deus.

Esta parte, cabe somente a Deus. Elé é o juiz. Jesus, advogado de defesa. Nem juiz, nem advogado de defesa querem condenar o homem.

Assim, a igreja nos impõe que o sejo é sujo, e que se feito entre pares do mesmo sexo, devem deixar a igreja, porque ainda veem a homossexualiade como pecado, algo transgressor.

Mas o fato é que ela está aí. Existe e muitas pessoas boas são homossexuais. Muitas pessoas boas não são homossexuais. Muitas pessaos más são homossexuais. E muitas pessoas más não são homossexuais. Não é isso que importa….

Páscoa X Culpa X Homossexualismo

9 Comentários

Olá,

Hoje, o mundo cristão comemorou a Páscoa. Diferente dos judeus, que comemoram  o dia em que Faraó autorizou a saída do povo de Israel para o Egito, os cristãos celebram a morte de Cristo na Cruz.

A Bíblia fala que a celebração da páscoa pelos judeus se deu para a lembrança perpétua desse dia. E para tal, o povo deveria imolar um cordeiro em comemoração.

Acerimônia de imolação do cordeiro, simbolizava a expiação dos pecados. Simbólicamente, o cordeiro recebia todos os pecados dos homens e era morto e queimado em fogo.

A Bíblia compara Cristo, ao cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Após a vinda de Cristo, o ritual de imolação do cordeiro foi extinto, por causa disso.

Apesar da diferença de épocas, o sentido do simbolismo é o mesmo: a remissão dos pecados.

Segundo a Bíblia, o próprio Deus Criador, na pessoa de Jesus Cristo, foi sacrificado, em favor da Criação (Teoria da Graça). Esse sacrifício foi extendido a toda criatura, todo ser vivente que já passou por essa Terra, e por todos os que passarão, pois representa a libertação do pecado orginal, a desobedência do homem, em comer do fruto proibido da árvore da vida, no Jardim do Édem. Essa é a teoria da Graça, que significa favor imerecido, de Deus ao homem.

A Graça livrou o homem da culpa de todo o pecado, ou seja, os que foram cometidos no passado e os que serão cometidos no futuro, pelo simples fato de que se refere ao pecado e não ao tempo em que ele foi cometido. Também não se restringe a classificação de pecados, por qualquer critério que seja: grau de importância, escala de grandeza, quantidade de vítimas, a nada. Basta ser pecado.

A mesma Bíblia define pecado como sendo a transgressão da Lei, os Dez Mandamentos, a Lei de Deus, escrita com seu próprio dedo. O pecado é descrito como erro de alvo, falsidade, violação deliberada do padrão divino de verdade, revolta, maldade, desobediência, transgressão, ilegalidade, iniquidade e injustiça.

Se pecado é tudo isso que está escrito acima, onde se encaixa o homossexualismo?

Os textos Bíblicos que apontam para a questão do Homossexualismo, falam em abominação, e não em pecado, como nenhuma situação descrita acima.

Pensando nesse conceito, refletindo sobre o sentido da páscoa, do sacrifício do Criador, para salvar sua critaura, mal comparando o amor de uma mãe por seu filho, ao amor desse Criador por sua criatura, a ponto de morrer, após um dos piores sacrifícios já descritos, eu fico pensando se realmente esse seria o critério para excluir alguém dessa graça.

Primeiro, que, por essa definição, homossexualismo não se enquadra como pecado, depois, porque um pai que morre por seu filho, não vai querer ficar longe dele, independente da sexualidade dele.

Até porque, mais importante que a sexualidade, é o caráter da pessoa, que vive essa sexualidade. E o caráter, não é influenciado pela sexualidade, muito pelo contrário. Ele independe de sexualidade. E, para Deus, o que importa é o que está no seu coração, o seu caráter.

E essa crença que me livra de uma culpa que todas as igrejas tentam me impor, pelo fato de eu ser gay. Mas, eu não quero e não aceito que me imputem uma culpa que eu não tenho.

Eu não escolhi minha sexualidade. Não escolhi ser assim. Não tenho culpa porque isso é o meu natural.

Por isso, nessa páscoa, seguindo a linha da esperança que o sacrifício de Cristo traz para os cristãos, com o mesmo significado de esperança que a celebração da libertação do povo de Israel para os judeus, eu quero deixar minha mensagem de libertação, Graça e esperança para quem estiver lendo e acompanhando esse blog, que me tem feito muito bem, como desabafo.

Feliz Páscoa!

Entre Nós

Seja bem-vinda(o)! Este é um espaço para debater assuntos relacionados ao universo de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Heterossexuais bem resolvidos são muito bem-vindos! Participe e vamos construir um mundo com mais amor e respeito a todos!

Minha Vida Gay

Um blog para o gay que é além de gay

Dentro do Armário

o diário de um gay não gay